sábado, 30 de outubro de 2010

Papel da Vitamina D na prevenção de quedas em idosos

Nome: Ana Petrina; Ana Carolina Eloi; Ayr
a Badaró; Cristiane Grossi; Lorena Martins; Olívia Curty; Tatiana Oselieri

Fisioterapia PUC Minas - 2ºPeríodo: Bioquimica

Vitamina D é o nome geral dado a um grupo de compostos lipossolúveis . Também conhecida como calciferol e Vitamina Dntiraquítica. A vitamina D é essencial para a homeostase, sabe-se que ela é necessária para a absorção do cálcio e do fósforo no intestino grosso, para a sua reabsorção nos rins. Entretanto, outras ações não relacionadas ao metabolismo mineral têm sido imputadas a ele, como a sua deficiência tem sido relacionada à diminuição da força e da massa muscular, como o prejuízo do equilíbrio e aumento da incidência de quedas.
Nas pessoas idosas, o processo dinâmico de conservação do equilíbrio encontra-se diminuído, fato que se torna evidente pela elevada incidência de quedas, acarretada pela diminuição da força muscular. Existem evidências de que a presença de baixos níveis plasmáticos de vitamina D estaria envolvida em fraqueza muscular associada ao envelhecimento. Estudos identificam que o tecido muscular possui receptores específicos para a vitamina D e dessa forma sua ativação tem efeitos diretos sobre a força muscular.
Um dos primeiros aspectos estudados sobre as ações musculares da vitamina D foi sua participação no transporte ativo do cálcio para o interior do retículo sarcoplasmático. Outros efeitos da vitamina D na célula muscular esquelética relacionam-se ao metabolismo e à síntese protéica. Estudos comprovam que o tempo de contração e relaxamento é mais lento em pacientes com miopatia por deficiência de vitamina D do que em controles normais.

A miopatia produzida por deficiência de vitamina D apresenta quadro clínico característico de dor muscular difusa e fraqueza dos músculos proximais, especialmente dos antigravitacionais (extensores, flexores, e abdutores do quadril e extensores e flexores do joelho), produzindo dificuldades na marcha e em atividades mais simples como se levantar de uma cadeira.
Em resumo, a vitamina D, através de suas ações sobre a regulação do transporte de cálcio, síntese protéica e cinética da contração, é importante para manutenção da massa, da força e da velocidade de contração do músculo esquelético.
Estima-se que um terço da população de idosos, sofre pelo menos uma queda por ano e 5% destes incidentes resulta em uma fratura. Tendo em conta o enorme aumento da população da terceira idade, mostra-se urgente prevenir as quedas entre estes pacientes. Foi identificado que se consegue redução destas quedas ministrando doses maiores que 700 unidades internacionais por dia (UI/d) de vitamina D, e alcançando concentrações plasmáticas superiores a 60 nmol/L. Podendo assim, diminuir os casos de quedas entre os idosos.

Fontes:

Pedrosa PA, Castro ML. Papel da vitamina D na função Neuro-muscular. Arq Bras Endocrinol Metab vol 49 nº 4 Agosto 2005;495-502.

http://www.vitaminas.bayer.pt/scripts/pages/pt/vitaminas/vitamina_d/index.php

http://www.radarciencia.org/deficiencia-de-vitamina-d/
http://www.quebarato.com.br/calcio-vitamina-d-herbalife__20F05D.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário